Maioria gostaria de aprender a calcular os juros nas compras a prazo

Adriana Aguilar      06/12/2012

Uma pesquisa sobre o cálculo dos juros embutidos na prestação da compra a prazo foi realizada pelo portal Vida Econômica (www.vidaeconomica.com.br). A pesquisa sobre cálculo do juro foi vista por 16.450 internautas. Desse universo, 4% dos internautas responderam a três questões, sendo que uma delas propunha um teste aos seus conhecimentos. O total de 99,2%, daqueles que responderam a pesquisa, informou não saber fazer o cálculo dos juros nas compras a prazo. No entanto, a maioria dos consumidores (88%) gostaria de aprender o cálculo dos juros, reconhecendo a sua importância na organização das suas finanças pessoais e da educação financeira.

A pesquisa, coordenada por Miguel Ribeiro de Oliveira, vice-presidente da Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac), revelou um cenário de desconhecimento quase que total em relação ao cálculo dos juros compostos que são utilizados nas operações comerciais dos financiamentos.

Ao ser questionado sobre a forma de realizar uma compra a prazo, 96% dos internautas que responderam a pesquisa analisam o valor da prestação do financiamento que cabe no orçamento, enquanto 4% deles verificam o custo financeiro, isto é, o valor das taxas de juros
cobradas.

Falta informação, clara e precisa, nos anúncios sobre a diferença entre a compra à vista e a compra a prazo, como determina o Código de Defesa do Consumidor.

A maioria (88%) dos consumidores respondeu que não sabe fazer o cálculo dos juros das operações de crédito, mas gostaria de aprender a fazê-lo. Outros 9% aprenderam o cálculo há muito tempo. Apenas 3% fizeram um curso de cálculo financeiro.

Sobre o cálculo da compra de um veículo financiado em 72 parcelas e uma TV financiada em 12 parcelas, 12% dos consumidores disseram saber fazer esse cálculo dos juros da compra a prazo.

A pesquisa revela que o consumidor tem feito as suas compras sem conseguir comparar as melhores condições de financiamentos e de valores, consequência do analfabetismo financeiro. Também conclui que a utilização do crédito de forma inadequada gera um cenário que com inúmeras distorções nas relações de consumo, que prejudica o desenvolvimento e o crescimento econômico, afirma o vice-presidente da Anefac, Miguel Ribeiro de Oliveira.

Seguem os resultados da pesquisa:

– 99,2% (653) não sabem fazer o cálculo dos juros nas compras a prazo

– 4% (26) disseram que sabem fazer o cálculo dos juros das compras a prazo

– 0,8% (5) sabe fazer cálculo dos juros das comprar a prazo

– 88% (579) gostariam de aprender a calcular os juros da compra a prazo.

Outros textos:

Está mais do que na hora de aprender a investir

Fique atento aos riscos dos fundos imobiliários

Fundos imobiliários chegam ao varejo dos bancos

 

Envie por e-mail

 

Deixe um comentário