Quanto custa educar o filho?

Adriana Aguilar      04/10/2011

O capital investido no conhecimento do filho somará R$ 470.970,60 do berçário até o final da pós-graduação. “A quantia daria para garantir a previdência complementar dos pais na fase de descanso”, afirma o coordenador de estudos setoriais do IBRE/FGV, Salomão Quadros.

O estudo do IBRE/FGV mostra que 10,7 milhões de domicílios brasileiros, 22% do total são usuários da rede privada de ensino. A família com renda mensal acima de 15 salários mínimos e um filho gasta, anualmente, R$ 8.548,25, em média, com educação nas diferentes regiões do País. Ao longo de 25 anos de mensalidades ininterruptas, a capitalização desse dinheiro com a taxa de juro da caderneta de poupança, 6% ao ano, somará quase meio milhão.

Tomando como base uma família com renda de 10 salários mínimos na cidade de São Paulo, pelo menos, 15.6% do total do ganho familiar será destinado ao pagamento de mensalidades escolares, explica o presidente do Instituto DSOP de Educação Financeira, Reinaldo Domingos. Do maternal à pós graduação, os recursos somariam R$ 265.200,00, sendo que metade do montante tem como destino a faculdade e pós-graduação.

Saiba mais:

Chocolate tem o maior imposto entre os alimentos

Jogo Goumi leva educação financeira às escolas

Bancos públicos oferecem microcrédito para trazer empreendedores ao sistema formal de crédito

Bancos enviam agentes às comunidades

10 sinais dos consumidores compulsivos

5 armadilhas mentais que devem ser evitadas durante a renegociação da dívida

Classes A e B evitam exposição das dívidas acumuladas em acordos coletivos

Superendividados contam com assistência jurídica gratuita para redução das dívidas

De onde virá o dinheiro para a aposentadoria?

Quando comprar ou alugar…

 

Envie por e-mail

 

Deixe um comentário